Menu

Embaixador da Suécia no Brasil é condecorado com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul

19 jun 2019

O Embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn, recebeu no último dia 12/06, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, a mais alta condecoração brasileira atribuída a cidadãos estrangeiros.

"Muito feliz e honrado por ter recebido a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul nesta semana. Um reconhecimento para um trabalho de 5 anos não só meu mas de toda a equipe da Embaixada e Consulados da Suécia no Brasil e uma chave de ouro para o meu tempo como Embaixador neste país."

A Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul originou-se da extinta Ordem Imperial do Cruzeiro, instituída por Decreto de 1º de Dezembro de 1822 de D. Pedro I, para assinalar de modo solene a sua Aclamação, Sagração e Coroação como Imperador Constitucional do Brasil e seu Defensor Perpétuo e em alusão à posição geográfica do país, sob a Constelação do Cruzeiro e também em memória do nome – Terra de Santa Cruz – dado ao Brasil por ocasião de seu descobrimento. A Ordem Imperial do Cruzeiro foi abolida pela Constituição de 24 de fevereiro de 1891 e restabelecida, com sua nova denominação, pelo Decreto 22.165, de 5 de Dezembro de 1932, do Presidente Getúlio Vargas.

Enquanto a Ordem Imperial do Cruzeiro se destinava a dignitários brasileiros e estrangeiros, a ONCS ficou restringida a personalidades estrangeiras. Sua concessão dá-se por decreto presidencial, configurando-se em ato de relações exteriores.

Já receberam a mesma homenagem do Brasil personalidades como o revolucionário líder argentino-cubano Ernesto Che Guevara, o político peruano Alberto Fujimori, o astronauta soviético Yuri Gagarin, a Rainha Elizabeth e o ex-piloto de Fórmula 1 Alain Prost.