Embaixada da Suécia em Brasília abre uma vaga de Assistente Executivo na Adidância de Defesa

05 nov 2020

A Embaixada da Suécia em Brasília está em busca de um(a) profissional para ocupar a vaga de Assistente Executivo do Adido de Defesa

Cargo: Assistente Executivo do Adido de Defesa
Tipo de emprego: emprego em tempo integral com contrato local
Data de início: 1º/02/2021
Local: Embaixada da Suécia em Brasília
Prazo para envio de candidaturas: 27/11/2020

As relações entre Suécia e Brasil de quase 200 anos entraram em uma nova e dinâmica fase, aprofundando a cooperação bilateral generalizada entre os dois países. A missão da embaixada é manter e fortalecer as relações da Suécia com o Brasil, salvaguardar e promover os interesses suecos e ajudar os cidadãos suecos. A Embaixada conta com uma equipe de sete diplomatas e doze funcionários locais. O trabalho consiste em monitorar e relatar a situação política e econômica do Brasil; promover a Suécia, os valores e a cultura sueca no Brasil; fortalecimento do comércio e negócios; cooperar com outros parceiros no Brasil; e lidar com questões consulares e de migração. 

Em 2014, a decisão do governo brasileiro de adquirir os caças Gripen NG elevou os laços bilaterais para outro patamar, intensificando as colaborações entre os países, especialmente na área de Defesa. 

O funcionário(a) fará parte de uma equipe bastante sociável com foco em teamwork. A carga laboral, em determinados períodos, poderá ser alta, mas promovemos um equilíbrio entre a vida particular e profissional. A legislação brasileira de trabalho (CLT) aplica-se aos funcionários locais da Embaixada. Após a contratação, o funcionário(a) passará por caráter probatório de 3 meses. 

Sobre a vaga 

  • A função consiste em atividades como: redação oficial de cartas, gerenciamento de arquivos, tradução de documentos, agendamento de reuniões, atendimento telefônico. O(A) candidato(a) também precisará auxiliar o Adido na preparação de visitas oficiais de delegações.
  • Auxiliar o Adido de Defesa, representando-o em reuniões externas, quando necessário.
  • A função exige disponibilidade ocasional para trabalhar fora dos horários normais do escritório.
  • Além disso, o (a) candidato (a) deverá estudar a área de Defesa brasileira e se tornar competente para auxiliar o Adido na análise e apoiar na elaboração de relatórios. 

Sobre o perfil do(a) candidato(a) 

O(A) candidato(a) precisa ser fluente em inglês e português, e o conhecimento de espanhol é desejável. O domínio, tanto oral quanto escrito, dos dois idiomas é imprescindível, uma vez que a função demanda direta comunicação com cidadãos suecos e brasileiros. Deve ter boa redação, também nos dois idiomas, uma vez que o trabalho inclui a elaboração de relatórios sobre a área de defesa brasileira, política de segurança e redação oficial de correspondências para autoridades. 

Espera-se que o(a) candidato(a) seja comunicativo, proativo e flexível, pois o trabalho envolve representação em nome da Embaixada e criação de redes de contatos. Necessário trabalhar de forma independente e tomar iniciativas. Experiência profissional em posições semelhantes no setor privado ou público é uma qualificação altamente desejável, assim como o conhecimento prévio na área de Defesa. 

Processo de inscrição e recrutamento 

As candidaturas deverão ser todas em inglês e conter carta de motivação, curriculum vitae e três referências profissionais (nome/telefone/e-mail) e deverão ser enviadas para o e-mail ambassaden.brasilia@gov.se, colocando no assunto “Assistente Executivo de Defesa” até às 23h59 do dia 27 de novembro de 2020. 

Os(as) candidatos(as) selecionados(as) serão convidados(as) para entrevistas previstas para dezembro de 2020. Aqueles que não forem selecionados, não serão contatados individualmente. 

Dúvidas 

Para perguntas relacionadas ao cargo, entre em contato com o Adido de Defesa Robert Persson (robert.persson@gov.se) ou a Ministra-Conselheira Jenny Lennung Malmqvist (jenny.lennung.malmqvist@gov.se).

O salário observará a faixa salarial adotada pelo mercado bem como a experiência, a qualificação e as competências do(a) candidato(a).

Última atualização 05 nov 2020, 18.12